terça-feira, 30 de setembro de 2014

O QUE É O CAMINHO DOS DIAMANTES?

Notório pedaço da história do país e da América do Sul. Destino cobiçado para o currículo da grande maioria dos cicloturistas nacionais e estrangeiros. Sabores inimitáveis; cenários que inspiram segurança e tranquilidade; paisagens naturais e culturais que impressionam. Inspiração para músicos, poetas e outros artistas. Se tudo isto ainda não for o suficiente, ouse descobrir muito mais pedalando ‘devagar’ por esta porção incrível da Estrada Real. (Therbio Felipe, Revista Bicicleta)

Primeiramente, não tem como falar em Caminho dos Diamantes sem dizer que está localizado na Estrada Real. Tal nome era dado a qualquer via terrestre que, no Brasil Colônia, era percorrido no processo de povoamento ou exploração de recursos naturais. Neste contexto de exploração, a fiscalização de tudo o que transitava era facilitada pela proibição à utilização de outros caminhos que não fosse a Estrada Real. Tal ato era considerado um crime contra a Coroa Portuguesa. 

As 'Estradas Reais' estavam presentes por todo o Brasil. Um dos principais trechos localizava-se em Minas Gerais, percursos que no total têm uns 1.600 km e ligavam o Rio de Janeiro a Ouro Preto e Diamantina. A rota era dividida em quatro trechos: Caminho Velho, Caminho dos Diamantes, Caminho Novo e Caminho do Sabarabuçu.


Obs. Clique nas fotos para vê-las em tamanho original
O caminho dos diamantes passou a ter relevância a partir de 1729, quando as pedras preciosas de Diamantina - MG / Brasil ganharam destaques em economias brasileiras e portuguesas. Além da história de seus municípios, a cultura, a beleza natural e gastronomia típica fazem do Caminho um lugar com muitos atrativos. 



Neste trecho, o viajante percorrerá 395 km divididos em 18 planilhas. Para quem percorre no sentido Ouro Preto - Diamantina, 173 km oscila entre subidas curtas e longas, sendo uma das mais longas entre Santo Antonio do Norte a Itapanhoacanga, com uns 6 km, e Serro a Diamantina, com uns 14 km. Dos 395 km 26% (105,9 km) são asfalto, 0,5% (2 km) trilha e 73,5%  (289 km) estradas de terra. 
Hoje em dia, é possível transitar pela Estrada Real portando um 'passaporte' simbólico, obtendo carimbos que marcam a passagem pelas principais cidades. No fim de cada Caminho, o participante poderá retirar um certificado de conclusão de percurso. Para solicitar, basta entrar no site e preenche-lo, retirando posteriormente nas cidades de Ouro Preto ou Diamantina.
http://www.estradareal.tur.br/passaporte



Normalmente o viajante gasta em média 7 dias, para percorrer de bike, e uns 20 dias a pé. Segue outros 'trechos' X 'tempo para percorrer'.



Segue também, um trailer do vídeo de Olinto sobre a estrada:

http://www.olinto.com.br/index.php/guia-livro-dvd-viagem-bicicleta/estrada-real-caminho-diamantes/


Nenhum comentário:

Postar um comentário